segunda-feira, 12 de setembro de 2011

Riscos, Coeficiente Beta e CAPM

Riscos:
  • Risco Isolado
    • É um risco de um único ativo (específico de um setor da empresa, um projeto específico etc.)
  • Risco Corporativo
    • É a soma dos riscos isolados da firma (o resultado da diversificação dos riscos)
  • Risco de Mercado
    • É um risco a que praticamente todas as empresas do mercado estão suscetíveis

Os riscos podem ser classificados em:
  • Riscos sistemáticos:
    • São os riscos a que a maioria das empresas do mercado estão suscetíveis (Risco de Mercado).
  • Riscos não-sistemáticos:
    • São os riscos que atingem setores específicos da economia ou da empresa, não afetando os demais setores econômicos ou projetos da empresa.

Risco de um projeto específico

Conhecendo-se o valor esperado do fluxo de caixa de um projeto, pode-se dimensionar o risco do projeto através do Coeficiente de Variação (CV):

CV = Desvio Padrão / média

Onde o Desvio padrão é calculado com base nas probabilidades de ocorrência dos fluxos de caixa esperados:
Desvio padrão = [Probabilidade (E(fluxo de caixa1) - Fluxo médio)2 + ... ]1/2

Coeficiente Beta

O coeficiente Beta pode ser calculado da seguinte forma:

Beta = COV (ativo, mercado) / VAR (mercado)
Ou seja, o coeficiente Beta é igual à covariância entre o valor do ativo e o mercado dividida pela variância do mercado. O mercado pode ser representado por um indicador financeiro como o índice IBOVESPA ou outro indicador, conforme a necessidade e as características de mercado.

Se o coeficiente Beta for:
  • Beta < 1:
    • O valor do ativo varia menos que o mercado, oferecendo maior concentração de valores em torno do valor médio, ou seja, com menos dispersões, oferecendo menor variabilidade e consequentemente menor risco. Como seu risco é baixo, devido à sua baixa variabilidade, a taxa de retorno requerida pelos acionistas (Ks) será menor que a taxa de mercado (Km), conforme o CAPM.
  • Beta = 1:
    • O valor do ativo varia de forma idêntica ao mercado, de tal forma que o retorno esperado pelos acionistas (Ks) é igual ao retorno do mercado (Km).
  • Beta > 1:
    •  O valor do ativo oscila mais do que o mercado. Por oferecer maior incerteza, com dados mais dispersos ao redor do valor médio do período analisado, oferece maior risco, o que leva a taxa de retorno dos acionistas (Ks) a ser maior que a taxa média de retorno do mercado (Km).

CAPM (Capital Asset Pricing Model - Modelo de Precificação de Ativos):
Ks = Kf + Beta . (Km - Kf)
Onde:
Ks = taxa de retorno do capital próprio (retorno dos acionistas = stockholders/shareholders)
Kf = taxa do investimento "livre de risco" disponível no mercado
Beta = coeficiente beta da empresa (obtido com base na variação do preço do ativo e do mercado)
Km = taxa média de retorno do mercado

O CAPM usa o coeficiente beta da empresa para calcular a taxa requerida pelo acionista (Ks). Com base no Ks é possível precificar a ação (sabendo-se o valor esperado dos dividendos futuros):
P0 = D1 / (Ks - g)
Onde:
P0 = Preço da ação no tempo 0
D1 = Valor do dividendo no tempo 1
Ks = taxa de retorno do acionista, calculada através do CAPM (modelo de precificação de ativos)
g = taxa de crescimento esperada dos lucros e dividendos

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Que a estrada se abra à sua frente,
Que o vento sopre levemente em suas costas,
Que o sol brilhe morno e suave em sua face,
Que a chuva caia de mansinho em seus campos,
E, até que nos encontremos, de novo, que Deus lhe guarde nas palmas de suas mãos!


Obrigado pelo seu comentário.

Pesquisa sobre o MEI - atividades listadas que eu gostei para analisar

Pesquisei as atividades permitidas para o MEI (Microempreendedor Individual). As atividades estão listadas no site https://www.contabilizei...