segunda-feira, 3 de novembro de 2014

Correção da ausência de sinal HDMI na placa-mãe PCWARE IPMH61P1 e reprogramação de memória ROM (BIOS) utilizando o SPIPGM

Correção da ausência de sinal HDMI na placa-mãe PCWARE IPMH61P1 e reprogramação de memória ROM (BIOS) utilizando o SPIPGM

Resumo da história:

Comprei três placas-mãe PCWARE IPMH61P1. Motivos: eu precisava de placas-mãe com conexão HDMI. Infelizmente, quando eu ligava o conector HDMI elas (as três placas) não davam sinal de vídeo. Apenas tinha vídeo na saída VGA. Fui para a internet e verifiquei que o problema não tinha acontecido só comigo. Segui as instruções que vi no fórum EletrônicaBR e consegui substituir a memória ROM das três placas-mãe. A substituição da memória ROM conseguiu fazer o HDMI funcionar em duas das três placas-mãe que comprei. A última ficou apenas com o vídeo VGA, mesmo após eu trocar a memória ROM.

Como não fiquei satisfeito de não obter vídeo HDMI na última placa-mãe, passei a procurar por outras memórias ROM que pudessem servir. Acabei substituindo por uma memória ROM incorreta e a placa-mãe que estava sem vídeo HDMI passou a não ligar mais. O computador não ligava mais. Passei então a uma nova etapa de pesquisas: como reprogramar uma memória ROM?
Acabei descobrindo que existe um programa, o SPIPGM, que é capaz de regravar a memória ROM na placa-mãe. Para utilizá-lo é necessário:

  • fazer um cabo para ligar o conector da memória ROM da placa-mãe em que a memória ROM (BIOS) será gravada a uma conexão LPT (usada para impressoras) de outro computador que esteja funcionando.
  • verificar se o cabo está funcionando corretamente (aparecem os dados da memória ROM quando você digitar o comando "spipgm /i").
  • digitar as linhas de comando corretas para o SPIPGM gravar a memória ROM.
Para fazer o cabo eu precisei saber como eram os conectores da placa-mãe. Acabei descobrindo olhando o modelo do conector de uma placa-mãe da Pegatron (mesmo fabricante PCWARE) usada pela HP.
Para o Spipgm funcionar, o cabo deve ser feito seguindo as instruções do conector Rom_Recovery da placa-mãe (se você for fazer um cabo para outra placa-mãe, procure saber corretamente como é o conector da sua placa).
No conector LPT é preciso soldar assim para o SPIGM funcionar (as instruções sobre como montar um cabo para usar o SPIPGM podem ser vistas nos sites citados nas referências no fim do post):
  • CS# - 7
  • SCLK - 8
  • SI - 9
  • SO - 10
  • GND - 18
Quanto à fonte de energia, segui a sugestão de colocar diodos e um capacitor e ligar na fonte do computador que irá rodar o SPIPGM.
No fim das contas, meu cabo ficou assim (precisei soldar os dois fios referentes ao conector CS# no pino 7 da conexão LPT):

Precisei preparar um pen-drive para inicializar o computador do conexão LPT em MS-DOS. O procedimento para preparar o pen-drive foi descrito no Fórum do Clube do Hardware (algumas instruções sobre o Spipgm também estão descritas no fórum).
Precisei deixar o computador com a placa-mãe a substituir a memória ROM ligado na energia (sem o computador estar ligado, apenas conectado na energia). Assim o SPIPGM conseguiu conectar.
A linha de comando do SPIPGM que eu utilizei na tentativa que deu certo foi:
  • spipgm /p hdmi.rom /d=70
Antes dela, porém, você precisa checar se há comunicação entre o SPIPGM e a memória ROM (comando /i), destravar a memória ROM (comando /u), apagar a memória ROM (comando /e) e então mandar programar (comando /p):
  • spipgm /i
  • spipgm /u /d=6
  • spipgm /e /d=6
  • spipgm /u /d=6
  • spipgm /p hdmi.rom /d=70
Adicionei um delay (atraso) de 70us. O delay recomendado nas referências que li era de 2us, mas não estava funcionando para mim. Assim, acabei utilizando um delay maior. O delay serve para evitar interferências entre os pulsos de comunicações.
HDMI.rom foi o nome que eu dei para o arquivo da memória ROM (renomeie o arquivo). O arquivo da memória ROM (BIOS) deve estar salvo dentro da pasta do SPIPGM.

No meu caso, quando digitei o comando "spipgm /i" apareceram na tela alguns dados sobre a memória ROM (EF4017h, 8MB, WINBOND, número de série W25Q64BV/FV). Assim deu pra saber que o cabo estava funcionando, que havia comunicação entre o computador com o SPIPGM e a memória ROM da outra placa-mãe.

Após a gravação da memória ROM consegui ter o vídeo VGA de volta na placa-mãe. Infelizmente não consegui fazer a conexão HDMI funcionar nela. O resultado ficou igual ao da primeira tentativa seguindo as instruções do fórum EletrônicaBR. Mas pelo menos o computador voltou a funcinar. E a placa-mãe foi recuperada.


Passo a passo seguido:
  • encontrar a memória ROM correta (BIOS) para a placa-mãe.
  • substituir a BIOS pela correta seguindo o procedimento descrito pelo fórum EletrônicaBR.
  • Tomar todo o cuidado possível para não substituir por uma memória ROM (BIOS) incorreta. Do contrário, você terá que fazer um cabo para utilizar o SPIPGM e regravar a BIOS.
Observação importante:

Se você comprou apenar uma placa-mãe e ela estiver com a conexão HDMI sem funcionar, sugiro que você registre a sua reclamação e peça a troca da placa-mãe. Eu realizei o procedimento de substituição da memória ROM sabendo que era um procedimento complexo e que, se eu errasse, a placa-mãe poderia não funcionar mais. Passei aperto para fazer o cabo corretamente, aprender a utilizar o SPIPGM e reprogramar a memória ROM. Foram mais de duas semanas de trabalho até descobrir a maneira certa de fazer o cabo e gravar a memória ROM corretamente. As referências abaixo foram de grande utilidade para mim nesta aventura.

Referências utilizadas:

Lucas T R Freitas

9 comentários:

  1. voce pode me enviar a atualização , eu fui nesse site mas la precisa pagar pra fazer o download , por favor me passa

    ResponderExcluir
  2. Prezado Renan, antes de tomar a decisão de alterar a memória ROM, sugiro a leitura de todas as "Referências Utilizadas" no post. Enfatizando, todas. Também sugiro considerar a opção de trocar a placa com o seu fornecedor, caso o problema seja a ausência de saída de vídeo HDMI. Caso a sua decisão seja a de alterar a memória ROM, sugiro novamente que sejam consultadas todas as referências descritas no fim do post, e que, além disso, sejam procuradas novas referências mais atuais. Sugiro também que procure sempre conseguir os arquivos que necessitar diretamente com os canais de comunicação do fabricante. Muito obrigado.

    ResponderExcluir
  3. esta acontecendo a mesma com migo e ainda não resolvi este ploblema

    ResponderExcluir
  4. Olá amigo, ainda tem o cabo? Quer vender ou alugar, pago os fretes ida e volta. Obrigado, fgbsistemas@gmail.com

    ResponderExcluir
  5. Prezado Fabio, se a sua placa é nova e está com o problema apresentado no post, sugiro que seja feita a substituição do produto com o fornecedor. A substituição do produto é o procedimento mais adequado a ser feito em termos de custo e benefício, e é um direito legal.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lucas, a placa é antiga não tenho mais garantia e nem a nota fiscal, eu tenho um processador compatível, queria aproveitar ela, fiz os procedimentos mas acredito que deixei passar alguma coisa porque não funcionou.

      Você ainda tem o cabo? Quer vender ou alugar, pago os fretes ida e volta.
      Obrigado.
      Meu email: fgbsistemas@gmail.com

      Excluir
    2. Prezado Fábio, acredito que tenho o cabo sim e em bom estado. Mas, supondo o caso da venda, acredito que seria muito desvantajosa para o seu caso como consumidor, pois eu cobraria praticamente o preço de uma placa-mãe nova, sem contar o valor do frete, e ainda não poderia te fornecer nenhuma garantia ou suporte para o uso do cabo.

      A minha recomendação para o seu caso é a aquisição de uma placa-mãe nova, devido aos riscos de erros no procedimento de recuperação da placa. Ressalto que a saída HDMI ainda pode estar danificada, caso em que a substituição do arquivo não resolverá o problema.

      Ainda assim, sabendo dos custos e do risco, se for compensatória a aquisição do cabo, eu posso localizá-lo aqui e podemos realizar a negociação.

      Obrigado pelo comentário, Fábio. Bom fim de ano.

      Excluir
  6. Olá poderia me enviar a BIOS que vc baixou do FORUM por favor? georgegts2.0@gmail.com

    ResponderExcluir
  7. Prezado George, conforme tenho orientado, é um direito legal a substituição do produto na loja. É o caminho de melhor custo/benefício e é o procedimento mais adequado para solucionar o problema. E é o procedimento que eu recomendo.
    Caso realmente deseje realizar o procedimento de alterar a memória ROM (o que eu não recomendo, devido ao custo/tempo e às possibilidades de problemas), sugiro novamente que sejam consultadas todas as referências descritas no final do post, e que, além disso, sejam procuradas novas referências mais atuais. Lembro que o procedimento já foi realizado há mais de um ano e, por isso, talvez existam referências mais relevantes. E talvez algumas referências tenham saído da rede (internet). Caso consiga alguma nova referência interessante, peço que comente aqui sobre ela.
    Sugiro também que procure sempre conseguir os arquivos que necessitar diretamente com os canais de comunicação do fabricante. Muito obrigado.

    ResponderExcluir

Que a estrada se abra à sua frente,
Que o vento sopre levemente em suas costas,
Que o sol brilhe morno e suave em sua face,
Que a chuva caia de mansinho em seus campos,
E, até que nos encontremos, de novo, que Deus lhe guarde nas palmas de suas mãos!


Obrigado pelo seu comentário.

Tomando Decisões - Harvard Business Review - Richard Luecke - 192p.

Tomando Decisões - Harvard Business Review - Richard Luecke - 192p. Notas minhas: Livro de rápida leitura Análises fáceis de assimilar...